MPAC prestigia sessão em homenagem às mulheres na Aleac

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, participou nesta quinta-feira, 14, da Sessão Solene em homenagem ao Dia Internacional na Mulher (8 de março), promovida pela Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) e pelo Governo do Estado do Acre.

Na ocasião, a procuradora de Justiça Patrícia Rego foi homenageada com o troféu “Guardiãs da Vida”, em reconhecimento ao seu trabalho no MPAC em prol da proteção, garantia e defesa dos direitos das mulheres no estado do Acre.

“A cada 2 horas uma mulher morre no Brasil, vítima de feminicídio. Por dia, são 12 mulheres mortas. O Acre ostenta estatísticas assustadoras, pois figuramos no topo do ranking da violência sexual contra crianças e adolescentes, do feminicídio e da violência doméstica”.

 

“Hoje, os poderes de Estado, varias Instituições e a OAB , reuniram-se na Aleac para homenagear mulheres que superaram a violência e mulheres que se dedicam a conseguir a igualdade de gênero e o empoderamento feminino, combatendo toda forma de discriminação e violência de gênero . Guardiãs da Vida! Estou muitíssimo  honrada por ser contemplada, o que amplifica a responsabilidade de fazer mais e melhor nos caminhos vindouros nesse cenário triste e desafiador. Sigamos”, afirmou Patrícia Rego.

Durante o evento, também foi protocolado o Projeto de Lei “Patrulha Maria da Penha”, que propõe atuação conjunta com o aplicativo “Botão da Vida”, ambos com foco no combate e redução da violência contra a mulher no estado do Acre. As iniciativas são coordenadas pela primeira-dama do Estado, Ana Paula Cameli, e pela coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, Isnailda Gondim.

“Nos colocamos à disposição para colaborar para a efetivação do Projeto de Lei “Patrulha Maria da Penha”, e o aplicativo “Botão da Vida”. Contem com o Ministério Público, pois a união institucional tem nos permitido alcançar o ambiente de integração humana que nos coloca no caminho certo para alcançar bons resultados para a sociedade”, afirmou a procuradora-geral de Justiça do MPAC.

Kátia Rejane também aproveitou a ocasião para parabenizar a procuradora de Justiça Patrícia Rego e as demais homenageadas.

“Eu sempre falo que a doutora Patrícia é uma visionária, uma mulher além de seu tempo, e que merece todo reconhecimento pelo trabalho que ela executa em defesa da vida e dos direitos das mulheres. Trabalho esse reconhecido, inclusive, em duas premiações nacionais concedidas no ano passado. Parabéns a ela e a todas as demais homenageadas”, congratulou.

 

Premiações nacionais

 

No ano passado, Patrícia Rego recebeu em São Paulo (SP), o Prêmio Viva, um reconhecimento da Revista Marie Claire e do Instituto Avon a pessoas inspiradoras no enfrentamento à violência contra mulheres. Em todo o Brasil, apenas sete pessoas foram agraciadas.

Outra premiação refere-se ao Selo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, concedido ao Centro de Atendimento à Vítima (CAV), coordenado por Patrícia Rego, responsável pelo atendimento às mulheres vítimas e revitimadas de violência. Desde a sua criação em 2016, foram realizados quase seis mil atendimentos pelo CAV.

 

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Fotos – Tiago Teles