MPAC investe no aprimoramento de infraestrutura de tecnologia

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) adquiriu três novos servidores com o objetivo de aumentar a capacidade de seu sistema de processamento e armazenamento de dados. Os equipamentos substituirão máquinas antigas e se somarão a outros servidores avançados que haviam sido adquiridos visando à modernização do parque tecnológico.

Os servidores têm capacidade de armazenamento triplicada e velocidade de processamento quatro vezes maior, com economia de energia.

Nos últimos anos, o processo de informatização avançou dentro do MPAC, o que possibilitou a automatização do processo judicial e de várias tarefas através de sistemas computacionais, além da implantação de serviços como a intranet e o chat corporativo.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação, Roberto Romanholo, com o surgimento, a implantação e a consolidação de novos sistemas, entre eles o Sistema de Automação Judicial (SAJ-MP), foi preciso garantir uma estrutura completa, mantendo alta disponibilidade que possibilite segurança no tratamento das informações.

“Diante desse ambiente tecnológico evolutivo, é importante que seja adquirida toda uma solução de redundância que garanta a alta disponibilidade, ou seja, que todos os equipamentos e serviços sejam adquiridos e contratados de forma a garantir o dobro dos serviços. A ideia, portanto, é que, com esses novos servidores, o funcionamento do datacenter primário seja replicado fisicamente”, disse Romanholo.

Com esse reforço, a possibilidade de paralisação dos serviços é mínima, mesmo em situações de eventos inesperados. “Até em caso de desastres em um dos locais onde o sistema estiver, o outro assumirá imediatamente sem que se tenha nenhuma paralisação dos serviços, ou com uma paralisação mínima das atividades”, explicou o diretor.

Jaidesson Peres- Agência de Notícias do MPAC