MPAC estabelece parcerias para instalação de panificadora no Instituto Socioeducativo de Feijó

Iniciativa visa a ressocialização e profissionalização de adolescentes

O promotor de Justiça da Comarca de Feijó, Daisson Gomes Teles, reuniu-se na segunda-feira,10, com o superintendente Regional do SESI-DR/AC, João César Dotto, e a diretora do SENAI, Ofélia Machado, para definir detalhes da parceria firmada para execução do projeto “Mãos na Massa”. Na mesma data, também foram realizadas as tratativas junto ao SEBRAE, que também participará da ação.

A ideia é criar uma panificadora escola dentro do Centro Socioeducativo de Feijó. A iniciativa tem por objetivo estabelecer mais uma ferramenta de ressocialização dos jovens que cumprem medida socioeducativa de internação, sobretudo no desenvolvimento de habilidades culinárias de forma a torná-los profissionais nesta atividade.

Segundo o promotor de Justiça, “é dando oportunidade aos jovens que poderemos retirá-los do mundo da criminalidade; é a verdadeira ressocialização”. Trata-se de uma forma de preparar os jovens e até mesmo suas famílias para o mercado de trabalho, uma vez que alguns membros também poderão participar dos cursos. Neste sentido, o SEBRAE atuará como parceiro, fomentando a atividade de empreendedorismo de modo que os adolescentes possam retornar ao convívio social com habilidades e conhecimentos suficientes para desenvolverem seu próprio negócio.

Os cursos serão modulares, iniciando com a fabricação de pães, passando pela produção de pizza, salgados e bolos. Na próxima semana, dois agentes socioeducadores serão encaminhados para Rio Branco, onde iniciarão a capacitação junto ao SENAI. O projeto será desenvolvido em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), SEBRAE e ISE Feijó.

Andréia Oliveira – Agência de Notícias do MPAC