Mês da Mulher: MPAC abre calendário especial com exposição ‘Retratos da Violência Obstétrica”

 

Na próxima quarta-feira, 13, às 10h, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) dará início à exposição ‘Retratos da Violência Obstétrica’, no Via Verde Shopping. A abertura será feita pela procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, e marcará o início das atividades em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, que será celebrado durante todo o mês de março na instituição.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que uma em cada quatro mulheres já tenha sofrido algum tipo de violência obstétrica, que vai desde a recusa no atendimento, procedimentos médicos desnecessários, entre outras situações que causam constrangimento e desconforto à gestante.

Preocupado com essa realidade, o MPAC tem tratado o tema com prioridade, sendo a exposição mais uma forma de conscientizar a sociedade, especialmente as mulheres, sobre situações que configuram agressões físicas, verbais ou psicológicas, cometidas por profissionais de saúde contra a mulher que está grávida, no período pós-parto ou no processo de abortamento.

“Muitas mulheres já passaram por alguma situação de violência obstétrica, mas não souberam identificar ou mesmo reagir à agressão sofrida. Nós queremos discutir o tema pra que todas saibam o que não é permitido e dizer que elas podem e devem denunciar esse tipo de conduta”, explica a procuradora-geral. 

A exposição conta relatos de mães que sofreram algum tipo de agressão no atendimento obstétrico e com fotos da fotógrafa Carla Raiter, que cedeu seus direitos autorais para o MPAC.

Programação conta com ações educativas e homenagens

O calendário comemorativo também terá atividades educativas no Via Verde Shopping e no Terminal Urbano de Rio Branco sobre os tipos de violência contra a mulher, que serão desenvolvidas pelo Centro de Atendimento à Vítima (CAV), entre os dias 18 e 22. A intenção é orientar as pessoas para que possam identificar situações de agressão física, verbal, moral ou sexual, entre outras, e o que fazer para denunciá-las.

No dia 21, em sessão solene, o MPAC irá conceder a Medalha do Mérito do Ministério Público, no Grau Colar, à Terezinha Sílvia Lavocat Galvão, a primeira mulher a ingressar na carreira do MPAC, em 1971, tendo sido a única mulher aprovada no concurso e em primeiro lugar.

A programação conta ainda com atividades internas para procuradoras e promotoras de Justiça, e servidoras, que serão conduzidas pela procuradora-geral Kátia Rejane de Araújo, bem como atendimentos preventivos de saúde e na área de estética.

 

Kelly Souza- Agência de Notícias do MPAC