Brasileia: Júri Popular condena autor de homicídio na zona rural

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve a condenação de Nivaldo Roberto Lopes, nesta quinta-feira, 6, perante o Tribunal do Júri da Comarca de Brasileia, pela prática do homicídio praticado contra a vítima Sebastião Soares da Silva.
Após sustentação oral do promotor de Justiça Ocimar da Silva Sales Júnior, o corpo de jurados condenou o réu por homicídio qualificado (motivo torpe). A pena foi fixada em 13 anos de reclusão, em regime inicial fechado.

O crime
O crime ocorreu em dezembro de 2018 na zona rural de Brasileia. A vítima foi atacada após tentar impedir uma discussão entre o acusado e outra pessoa, momento em que teve sua faca retirada da cintura, sendo atingida por dois golpes na região costal.
“Embora o réu tenha afirmado que não se recordava do fato, justificando que estava embriagado, todas as provas diretas e indiretas apresentadas ao Conselho de Sentença apontaram a sua autoria delitiva”, comentou o promotor.
O juiz Clovis Lodi reconheceu a hediondez do crime e indeferiu o direito de recorrer em liberdade.

Agência de Notícias do MPAC – Com informações da Promotoria de Brasileia