23.08.2013

Promotora faz palestra sobre violência na Escola Nova Boa União

DSC_5521A Promotoria de Justiça de Combate a Violência Familiar do Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC), realizou na manhã da ultima quinta feira, 22, uma palestra sobre violência doméstica e familiar na Escola Nova Boa União, situada na Baixada da Sobral no bairro Boa União. A palestra faz parte do Projeto “Violência e Drogas não, a vida vale mais” e o público alvo foram professores e gestores da escola.

A Promotora de Justiça, Dulce Helena de Freitas Franco, fez uma explanação sobre a violência familiar e doméstica contra a mulher. Muitos questionamentos e dúvidas foram esclarecidos em relação ao número de casos de violência contra a mulher e Lei Maria da Penha. Muitas mulheres ainda não tem informação sobre o que pode ser feito em caso de alguma violência, como proceder ou a quem procurar. Outro questionamento feito durante a palestra foi quanto ao fato da mulher vitima de violência poder retirar ou não a queixa e cessar o processo. A promotora esclareceu os diversos fatores que levam a violência domiciliar contra a mulher e citou que a dependência financeira durante muito tempo foi um fator que fez com que as mulheres de calassem diante dos abusos praticados pelos companheiros. Dulce explicou ainda que que hoje já existe uma rede de proteção que possibilita que o estado esteja bem mais próximo das mulheres vitimas de violência. Ela afirmou também que no ano passado o STJ regulamentou a questão sobre as mulheres retirarem a queixa deixando o agressor praticamente impune ao ato de violência cometido. Dulce disse que o conhecimento das leis e dos direitos das mulheres acaba levando a uma consciência que toda violência deve ser combatida, seja dentro do ambiente familiar, na escola, no trabalho e na própria sociedade.

DSC_5545

A Escola Nova Boa União é parceira do Ministério Publico, desde 2011 com o projeto da Coordenadoria Criminal “Escola SEGURA”. Lá foi implantado o projeto com resultados positivos que estão sendo replicados até hoje. Um deles foi o de conseguir reduzir os índices de violência dentro da escola e no seu entorno.


Agência de Notícias - MP/AC
Assessoria de Comunicação Social - ASCOM