Procuradora participa de agenda ambiental e de mobilidade urbana em Feijó

A procuradora de Justiça Rita de Cássia Nogueira Lima, que coordena o Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural e Habitação e Urbanismo (Caop/Maphu), participa nesta sexta-feira (10), juntamente com a equipe do Núcleo de Apoio Técnico Especializado (NAT), de uma agenda ambiental e de mobilidade urbana no município de Feijó.

No evento, que é uma iniciativa da Associação dos Municípios do Acre (Amac), a procuradora falará aos prefeitos sobre implementação das políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos e Política Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Ela também abordará questões referentes ao Plano de Contingência de Queimadas, Estiagem e Abastecimento de Água, bastante oportuno nesta época do ano, além da Política Nacional e Estadual de Recursos Hídricos e Monitoração da Rede Hidrometeorológica.

Nesta manhã, equipes do Caop/Maphu e NAT realizaram uma vistoria no lixão de Feijó. A intenção foi avaliar se o cumprimento das medidas do programa ‘Cidades Saneadas, que propõe uma transformação da realidade caótica dos lixões em um avanço na realidade sanitária e ambiental, ainda estão sendo executadas pelo município.

De acordo com Rita de Cássia, Feijó desponta como um dos municípios que mais avançaram no estado. “As medidas estão sendo cumpridas pelo município. Teve uma transformação social e ambiental. Se não fosse a placa no local, ninguém perceberia que era um lixão”, diz a procuradora.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC