Procurador-geral visita creche e obras sociais nos Bairros Ayrton Senna e Sobral

Duas mulheres, muitas iniciativas e um vasto histórico de contribuição social. Estas são Raimunda da Silva e Maria Júlia de Oliveira, que nesta terça-feira, 23, receberam a visita do procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, que fez questão de conhecer pessoalmente os locais onde realizam suas ações em benefício da sociedade nos bairros da Sobral e Ayrton Senna, em Rio Branco.

A iniciativa destas mulheres inspiraram a criação do ‘Prêmio MP Atitude – Pequenas ações transformam o mundo’, realizada na última sexta-feira, 19, que tem por objetivo reconhecer e valorizar práticas sociais de cidadãos, empresas e organizações governamentais e não governamentais que contribuem de alguma forma para o aprimoramento da cidadania. Nesta primeira edição, ambas foram premiadas.

A primeira visita foi para a senhora Raimunda da Silva que há 13 anos distribui verduras e sopa, toda terça e quarta-feira, para pessoas carentes na região do Bairro Sobral. São 128 litros de sopa por semana que garantem a alimentação de ate 90 famílias. Já os quites de verdura são distribuídos para cerca de 100 pessoas. Ao todo, cerca de 200 famílias são beneficiadas semanalmente com a ação.

“Eu não tenho como pagar a Deus por todas as coisas boas que Ele me tem feito, então eu tento retribuir fazendo o bem para o meu próximo. Minha reflexão é a de que não dá pra vir para esse mundo e não fazer nada pelo nosso próximo. Então, vamos ajudar. Com a união de todos, a gente chega lá”, afirma Raimunda.

No local, Raimunda aproveitou a ocasião da visita para mostrar ao procurador-geral, o trabalho manual que faz com a reciclagem de jornal, que resulta em diversos tipos de vasos, bandejas, porta-retratos, cujas vendas ajudam a manter o trabalho solidário.

Já na creche Sagrado Coração de Jesus, no Bairro Ayrton Senna, Oswaldo D’Albuquerque conheceu o trabalho da senhora Maria Júlia de Oliveira. Durante algum tempo, ela e o esposo, Eraldir Vaz, mantiveram uma creche em sua casa para atender crianças carentes. Hoje o projeto está vinculado à instituição beneficente Ordem dos Servos de Maria e possui sua própria sede tendo outros diversos apoiadores.

Maria Júlia contou que a creche possui 36 funcionários e atende 225 crianças, além de outra unidade no Bairro Taquari que somam outras 175 crianças carentes. “E este ano vamos alcançar 420 crianças. Só temos a comemorar a expansão e o crescimento do nosso projeto”, disse.

Oswaldo D’Albuquerque parabenizou mais uma vez a iniciativa das duas mulheres e falou sobre a importância do “Bem servir com amor, união e benevolência”.

“O bem que vocês fazem para estas pessoas retornará em coisas boas para vocês. Se nós tivéssemos outras Raimundas e Marias Júlias, tenho certeza que teríamos uma sociedade muito mais humana, justa e amiga. A amizade e o amor são eventos da fraternidade e vocês estão fazendo a parte de vocês. É um bem que alcança muita gente. Parabéns!”, destacou o procurador-geral.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Fotos – Tiago Teles