MPAC mobiliza membros e servidores para cadastro de doadores de medula óssea

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Centro de Especialidades em Saúde (CES), mobilizou nesta sexta-feira (13) membros e servidores para cadastro de doadores de medula óssea. A atividade foi realizada em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) e o Instituto Nacional de Apoio à Vida (Invida).

“O Ministério Público abraça essa causa por acreditar que é uma causa nobre, justa e que pode salvar vidas. Então é com muita alegria que recebemos esta equipe aqui para realizar essa ação que demonstra solidariedade humana”, disse a procuradora-geral de Justiça do MPAC, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues.

A coleta de amostra de sangue foi feita na sala de reuniões do Complexo Administrativo do MPAC. O cadastramento é um processo simples. É preciso apenas a retirada de uma gota de sangue de um dos dedos da mão do voluntário e, então, as informações genéticas são agrupadas no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

Encabeçada no Acre pelo Invida e Rotary Club, a campanha de captação de doadores de medula já passou por vários órgãos públicos estaduais e municipais e empresas privadas. “Agrademos a parceria do MPAC, onde estamos tendo uma boa receptividade. Para quem está na fila de transplante, a doação é importante porque uma nova medula salva a vida”, frisou o representante do Invida, Lindemberg Oliveira.

O transplante de medula óssea

O transplante de medula é um tratamento que pode trazer esperança de vida para muitas pessoas. O procedimento cura até 70 doenças em diferentes estágios, como, por exemplo, leucemias, linfomas, anemias graves, hemoglobinopatias, imunodeficiências congênitas, erros inatos de metabolismo, mieloma múltiplo e doenças autoimunes.

Segundo a coordenadora do CES, Luciana Dantas, o MPAC acredita na campanha e vai realizar mais ações, nesse sentido também, em suas unidades espalhadas pelo interior do estado. “O CES tem a honra de estar realizando essa mobilização em prol da vida, pois sabemos que muita gente não tem a noção de como é feita a doação voluntária de medula óssea. Mas é simples e pode salvar muitas vidas. Então, unimos forças com o Invida e com o Hemoacre para, juntos, captarmos o maior número de doadores”, afirmou.

Jaidesson Peres- Agência de Notícias do MPAC