MP na Comunidade chega a 50ª edição com recorde de atendimentos em Cruzeiro do Sul

No Juruá – uma das regiões mais populosas do Acre – o projeto MP na Comunidade atingiu sua marca recorde de atendimento em sua 50ª edição, realizada no sábado, 14, na escola Dom Henrique Ruth, em Cruzeiro do Sul. Com o firme propósito de levar atendimento gratuito e de qualidade na ação chamada de dia “D”, foram contabilizados mais de cinco mil atendimentos.

Na ocasião, foram realizados mais de três mil atendimentos de Saúde, 200 atendimentos jurídicos, 370 emissões de Carteira de Identidade e mais 130 atendimentos no Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC). Outros 1.700 atendimentos foram realizados por órgãos parceiros, havendo, ainda, uma procura por cerca de mil cidadãos, o que representa um envolvimento de mais de seis mil pessoas nesta edição recorde do programa.

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, que esteve presente no município, juntamente com a corregedora-geral, Kátia Rejane de Araújo, membros e servidores da Capital, para acompanhar pessoalmente a ação, comentou a respeito do projeto.

 “Esse é o nosso empenho para levar cidadania plena à população do interior do Estado. Quando o procurador e o promotor saem de seu gabinete para conhecer a realidade daqueles que mais necessitam da atuação do Ministério Público, o resultado não é outro, senão este. Os números mostram que por meio desta grande mobilização que envolve membros, servidores e instituições parceiras, é possível ajudar quem mais precisa”, destacou Oswaldo D’Albuquerque.

O coordenador do MP na Comunidade, procurador de Justiça João Pires, associou o sucesso do programa ao empenho da atual gestão do MPAC, de seus membros, servidores e parceiros. “O sucesso do programa MP na Comunidade, institucionalizado pelo procurador-geral, se deve à dedicação de membros e servidores, além dos parceiros”, destacou o coordenador.

A coordenação do MP na Comunidade informou que até ao final deste ano a instituição ministerial realizará outras edições do projeto em diversos Bairros de Rio Branco e municípios do Acre.

Já a corregedora-geral do MPAC, Kátia Rejane de Araújo comentou que, com o MP na Comunidade, tem sido possível conhecer de perto os problemas da comunidade, o que reforça a atuação do Ministério Público. “Com o MP na Comunidade, o membro do Ministério Público sai do seu gabinete para os bairros da capital e dos municípios, num trabalho que conta com o esforço e a dedicação dos servidores e de inúmeros parceiros, sem os quais, não teríamos alcançado esses resultados. Além de conhecer os problemas, nós estamos preocupados em encontrar soluções, em não deixar o cidadão sem resposta”, acrescenta.

Promotor destaca sucesso do MP na Comunidade em Cruzeiro do Sul

O promotor Iverson Bueno, que atua em Cruzeiro do Sul, destacou que o MP na Comunidade trata-se de uma estratégia institucional do MPAC para fortalecer o atendimento ao cidadão, conhecendo de perto os problemas da população, principalmente aqueles que afetam as pessoas de maior vulnerabilidade social.

Iverson Bueno relembrou que a primeira edição em Cruzeiro do Sul foi realizada, em 2014, na Vila Santa Luzia, com aproximadamente 2 mil atendimentos. Agora, esse número passou de 5 mil.

“Com a credibilidade e respeito do MP em Cruzeiro do Sul, aliado a esse grande projeto social que é, foi obtida adesão de inúmeros parceiros do Município e do Estado, bem como iniciativa privada, culminado no recorde de atendimentos. O MPAC está de parabéns pelo brilhante projeto, deslocando os procuradores e promotores de Justiça, além dos servidores, até as ruas para ouvirem diretamente os reclamos da população. É um privilégio fazer parte desta instituição”, disse.

Foram parceiros nesta edição: Prefeitura de Cruzeiro do Sul (Secretarias de Cidadania, Cultura, Meio Ambiente e de Saúde), Conselho Tutelar, Polícia Militar, Poder Judiciário, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ciretran, Tribunal Regional Eleitoral (TRE), CAPS Nawas, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Caixa Econômica Federal, Núcleo da Secretaria Estadual de Educação, Universidade Federal do Acre (Ufac), Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Centro de Atendimento à Mulher, Fundação Betel, Hemonúcleo, Senac, Sesc, Secretaria de Estado de Saúde, Ministério do Trabalho, Eletrobras, Secretaria de Polícia Civil, Cartório de Registro Civil, Maçonaria e Ordem DeMolay.

 

MP na Comunidade em Porto Acre

Ainda no sábado, 14, e em parceria com a Maçonaria, o programa MP na Comunidade realizou sua 49ª edição promovendo atendimento para a população da Vila do V, no município de Porto Acre. A ação realizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Pequeno Príncipe, no Ramal Concórdia, Vila do “V”, faz parte do projeto Maçonaria Solidária da Maçonaria do Estado do Acre, com foco em ações de inclusão social alusivas ao Dia das Crianças.

Na oportunidade, o MPAC disponibilizou os serviços do Núcleo de Apoio ao Atendimento Psicossocial em Dependência Química (Natera), do Centro de Atendimento a Vítima (CAV) e da Ouvidoria.

Segundo a promotora de Justiça Myrna Teixeira Mendonza, que responde pela unidade de representação do MPAC em Porto Acre e é coordenadora executiva do Projeto MP na Comunidade, a ação fortalece o MP acreano.

“Esse projeto da Maçonaria vem ao anseio do Ministério Público. Nós pretendemos integrar uma parceria com todas as entidades governamentais e não governamentais, no sentido de levar os serviços à comunidade e ao cidadão”, afirmou.

A parceria foi muito bem avaliada pelo coordenador-geral do evento, o Venerável Mestre da loja maçônica, Agledyson dos Reis.

“Essa escola atende cerca de cento e trinta crianças de quatro a sete anos de idade, pedimos para que a direção da mesma convidasse todas as famílias dessas crianças e da região, para que pudessem ter esse contato – talvez até o primeiro – com a instituição Ministério Público, e saber os objetivos, como funciona, tirar dúvidas e como a instituição pode ajudá-los”, disse.

Foram parceiros no projeto Maçonaria Solidária, a Loja Maçônica Templário do Deserto, Solar das Acácias, Prefeitura Municipal de Porto Acre (Secretaria Municipal de Saúde e Educação), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública Estadual, Exército Brasileiro (7º BEC), Senac, Detran, Senar e Ministério Público do Estado do Acre (MPAC).

MP na Comunidade em Manuel Urbano

Já no município de Manoel Urbano e em parceria com o projeto Mulher Cidadã, coordenado pela vice-governadora do Estado, Nazareth Araújo, o MP na Comunidade promoveu sua 48ª edição, ofertando à população, atendimentos do Núcleo de Apoio ao Atendimento Psicossocial em Dependência Química (Natera), do Centro de Atendimento a Vítima (CAV), Centro de Atendimento ao Cidadão (CAV), das Promotorias de Justiça e Ouvidoria.

O Promotor de Justiça da Unidade Ministerial local, José Lucivan Nery de Lima foi quem acompanhou a ação na cidade. Ele conta que participou de duas rodas de conversas cujos temas foram Violência Doméstica e Drogadição, envolvendo jovens, adolescentes e mulheres da comunidade.

“O projeto MP na Comunidade é muito importante, pois é a oportunidade que o MPAC tem de ir até o cidadão para levar cidadania, ouvi-los e saber aonde as políticas públicas são necessárias. Ele nos proporciona essa visão do que precisa melhorar”, pontuou o promotor de Justiça.

Em Manoel Urbano foram parceiros no projeto, a Defensoria Pública Estadual, Secretaria Municipal de Saúde, Câmara municipal de Manoel Urbano, Instituto Nacional de colonização e Reforma Agrária (Incra), Rotary Club, Associação Brasileira de Odontologia e Fameta.

 

 

 

Assessoria  – Agência de Notícias do MPAC