Júri popular: MPAC obtém condenação de acusado de invadir escola e matar adolescente em Sena

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve a condenação, nesta sexta-feira (3), perante o Tribunal do Júri da Comarca de Sena Madureira, do acusado de invadir uma escola e assassinar, com um tiro na cabeça, um estudante de 15 anos. O crime ocorreu em maio de 2017 em Sena Madureira.

O caso também tem a agravante de um menor de 16 anos, à época dos fatos, envolvido no crime, que já foi julgado e cumpre medida socioeducativa.

Após sustentação oral do promotor de Justiça Fernando Henrique Terra, o corpo de jurados condenou o réu por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa do ofendido e meio cruel), bem como, por integração à organização criminosa e corrupção de menor.

A pena foi fixada em pouco mais de 25 anos de reclusão em regime fechado.

O crime

O adolescente foi rendido pelo acusado Dione Alves e por um adolescente, e baleado na região da cabeça nas dependências da escola Raimundo Hermínio de Melo, mas especificamente em um anexo da Escola Assis Vasconselos, perante colegas de classe e professora.

Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito quatro dias depois.

O crime teria sido praticado por vingança, porém, segundo a polícia, o menor pertencia a uma facção criminosa rival à dos acusados.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC