20.06.2013

Ações cautelares que MP/AC ingressou contra a Telexfree repercutem no cenário nacional

As medidas cautelares preparatórias de ação civil pública que o Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC) ingressou contra a empresa Ympactus Comercial Ldta., a Telexfree, tem repercutido no cenário nacional. Portais de notícias e blogs da internet replicaram a notícia em seus respectivos veículos. Emissoras de diversas partes do Brasil (São Paulo, Pernambuco, Espírito Santo, entre outras) também fizeram contato por telefone na manhã desta quinta-feira (20) com a Promotoria do Consumidor do MP/AC para obter informações sobre a questão. O jornalista financeiro Luiz Nassif também repercutiu a atuação do MP do Acre no seu blog.

Embora a Telexfree tenha virado alvo de inquéritos em todo o Brasil, pois pelo menos sete MPs estaduais investigam a rede, o MP acreano é o primeiro a ajuizar ação contra a empresa, sediada no Espírito Santo.

Em março deste ano, o site Reclame Aqui registrou 7.234 reclamações contra a Telexfree; destas, 293 em um dia. De acordo com a direção do portal, em 12 anos de existência, esta é a empresa que mais gerou reclamações em apenas um mês. De acordo com o ranking divulgado pelo site Reclame Aqui, a Telexfree desponta entre os dez primeiros no número de reclamações, sendo 1.715 em uma semana (9 a 15 de abril/2013) e 7.316 em um ano (1º de abril/2012 a 31 de março/2013).

Na última terça-feira (18), o pedido do MP/AC para suspensão de novos cadastros e pagamentos da Telexfree foi deferido pela Juíza Thaís Queiroz. A decisão vale para os anunciantes do Brasil e do exterior. De acordo com a Promotora de Justiça Nicole Arnoldi, a previsão é que uma ação civil pública seja proposta ainda este mês.


Agência de Notícias - MP/AC
Assessoria de Comunicação Social - ASCOM