O PGJ se reuniu com os promotores de Justiça, Bernardo Albano e Ildon Maximiano para tratar sobre as ações do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco).